segunda-feira

Pai

Quando tu partiste guardei com ternura o teu olhar triste, hoje entendo que a minha vida mudou, sei que nunca mais será igual.
Ficou tudo sombrio e vazio sinto todos os dias a falta de um abraço que não dei o beijo que não peguei, o eco das palavras que não ouvi .
As memórias ficarão guardadas como um arco irís mágico
O escuro não será frio e a noite será clara.
A jornada continuará!
E amanhecerá um novo dia.
Seguirei a minha estrada em silêncio.
Levo-te comigo Pai, para onde quer que vá, juro.
- Cheguei ao ponto de ser egoísta e querer que ficasses aqui mesmo que a sofrer, queria-te ao pé de mim, se me perguntarem se sei viver, não sei o que responder, acho que sei passar os dias, vida era só contigo.

Sem comentários:

Enviar um comentário